Quarta, 07 de dezembro de 2016
Itabaiana-SE, Mín: 23ºC | Máx: 30ºC

Homem mata a companheira e depois comete suicídio

CRIME PASSIONAL | 21.10.2010 às 11:41h

 
(Foto: Gilson de Oliveira)

A tragédia aconteceu por volta das 9 horas desta quinta-feira, dia 21, no povoado Lagamar no município de Itabaiana (SE) quando Maria Terezinha dos Santos Silva, 36 anos, conhecida como “Nega”, estava saindo de sua residência para ir ao trabalho e foi interceptada por Alessandro Cardoso, 36 anos, conhecido por “Leco”, morador do povoado Serra.

Armado com um revólver calibre 38, ele efetuou vários disparos contra Maria Terezinha que atingiram suas coxas, além da virilha. O crime foi praticado na presença de algumas pessoas da localidade, inclusive uma irmã da vítima, idetificada por Juciane dos Santos Silva, 22 anos, que também foi atingida com um tiro no pé.

Após cometer o crime, “Leco” fugiu com a arma por um matagal e ao perceber a presença de policiais militares resolveu efetuar um disparo contra o próprio peito. Ele morreu na hora, enquanto Maria Terezinha e sua irmã Juciane foram socorridas por uma equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhadas ao Hospital Regional de Itabaiana Dr. Pedro Garcia Moreno Filho.

Maria Terezinha não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade hospitalar. Já a segunda vítima foi medicada e não corre risco de morte.

Maria Terezinha era mãe de cinco filhas do seu primeiro casamento, ambas menores de idade, e estava mantendo um relacionamento amoroso com o autor do crime há cerca de cinco meses, mas moravam em casas separadas.

De acordo com informações de parentes de Maria Terezinha, o casal realizou um passeio à Aracaju (SE) no último final de semana e quando retornou para Itabaiana, a mulher resolveu acabar o relacionato, fato que “Leco” não aceitava.

Ainda segundo informações de amigos, Alessandro Cardoso era uma pessoa trabalhadora e de bom convívio nas duas comunidades, sempre vista como um cidadão pacto.

Amigos também relataram que na manhã de ontem, quarta-feira, dia 20, ele havia confidenciado que tinha comprado uma arma e munições para matar Maria Terezinha por ela não aceitá-lo mais.

O crime chocou os maradores do povoado Lagamar e de outras comunidades próximas, uma vez que as vítimas era bastante conhecidas.

O caso foi acompanhado por policiais do 3º Batalhão da Polícia Militar, da Delegacia Regional de Itabaiana, além do Corpo de Bombeiros e SAMU.    


A utilização deste e outros artigos deve respeitar a Lei dos Direitos Autorais. Sua veiculação está previamente autorizada desde que as informações autorais sejam citadas.
Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2016 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva