Ótica Perfil

Polícia Civil filma venda de crack e prende traficantes em Itabaiana

Tráfico de drogas | 09.07.2010 às 22:12h

A Divisão do Departamento de Narcóticos da Delegacia Regional de Itabaiana conseguiu efetuar as detenções do carroceiro Jorge de Jesus, conhecido como “Jorginho”, 35 anos, como também da sua esposa Maria Valdice dos Santos, 40, e Alex Santos Pluma, 19 anos, acusados de vender entorpecentes na periferia da cidade.

As investigações foi iniciada no último dia 22 de junho com o intuito de apurar denúncias anônimas de que Jorginho estaria vendendo crack em uma casa na Rua Gumersindo Oliveira, também conhecida por Rua de Maraba, no bairro Bananeira, em Itabaiana (SE).

De acordo com o delegado Hugo Leonardo, durante alguns dias de monitoramento os policiais constataram um intenso movimento na residência de pessoas que chegavam a pé, de bicicleta e de moto. Os policiais constataram que Alex Santos Pluma o “olheiro” do tráfico, ou seja, a pessoa responsável por avisar a chegada da polícia e de novos “cliente”.

Ainda segundo o delegado, dois movimentos de venda de drogas foram filmados, bem como o comportamento associado ao crime de Alex. Com a ajuda de um agente infriltrado, a polícia conseguiu comprar uma pedra de cinco gramas de crack com Maria Valdice pelo valor de R$ 150,00 (Cento e Cinquenta Reais).

Diante dos fatos foi representado junto à Vara Criminal de Itabaiana no último dia 6 o pedido de mandado de busca e apreensão e no mesmo dia foi apreciado e deferido o mandado judicial.

A operação para deter os acusados contou com a ajuda dos delegados Fábio Pereira, Francisco Gerlândio e do Canil Batalhão de Choque da Polícia Militar. Além das detenções, a polícia também apreendeu um revólver calibre 38 com cinco munições intactas, 11 pedras de crack de 1g (um grama) e uma de 5 gramas, um pacote com “raspas” de crack, 5  pacotes de maconha prensada totalizando cerca de 200 gramas, e ainda material para o corte e embalagem de entorpecentes. Uma moto Shineray de cor preta utilizada pelos acusados para a distribuição das drogas também foi apreendida.

Através de uma consulta no site do Tribunal de Justiça de Sergipe, a polícia descobriu que Jorge de Jesus já respondeu a processos criminais por porte ilegal de arma de fogo, furto, roubo e tráfico de entorpecentes.

Da redação: Gilson de Oliveira com informações da Ascom da SSP/SE
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva