Ótica Perfil

Tenente da PM e ex-presidiário são detidos acusados de pedofilia

Policial | 22.06.2010 às 07:44h

O Grupamento Especial Táticos de Motos (Getam) da Polícia Militar, com apoio do Departamento de Atendimento aos Grupos Vulneráveis (DAGV), prendeu em flagrante por volta das 10h da manhã desta segunda-feira, 21, o 2º tenente da Polícia Militar Antônio Carlos Bezerra, 54 anos, atualmente lotado no Batalhão Especial de Segurança Patrimonial (Besp). O policial foi preso acusado por pedofilia após ser flagrado em um quarto da pousada Point Love, que fica na avenida Euclides Figueiredo, zona norte de Aracaju, com uma menina de 12 anos de idade.

A determinação da Secretaria da Segurança Pública (SSP) e do Comando da Polícia Militar foi de total imparcialidade nas investigações e divulgação dos fatos. De acordo com o capitão Gilmar Santana, os policiais do Getam foram ao conjunto Bugio apurar uma denúncia de que um pedófilo estava rondando o bairro com um veículo corsa, de cor preta. Ao verificar que uma criança entrou no veículo, os policiais seguiram o policial até a pousada e observaram o militar entrar no estabelecimento.

Confirmada a suspeita, o capitão Gilmar e os policiais entraram na pousada e pediram que o tenente abrisse a porta, mas ele se negou. Diante da negativa, o capitão disse que arrombaria a porta para efetuar a prisão. “Ele acabou abrindo e observamos a menina extremamente assustada e chorando muito. Já Bezerra estava sem camisa e uma calcinha foi encontrada dentro do banheiro do quarto, dando a entender que a menina se vestiu rapidamente”.

O tenente Bezerra foi preso e conduzido junto com a vítima ao DAVG, onde foram ouvidos pela delegada Lara Schuster. Em depoimento, a menina revelou que o oficial lhe pagava R$ 20,00 por programa e que já saiu com ele várias vezes. Ela também confessou que outras “coleguinhas” também eram abusadas pelo policial e que uma delas mantinha relações sexuais com o tenente e com o padrasto de uma das amigas.

“A informação mobilizou todo departamento que com apoio do Getam foi uma residência no bairro Siqueira Campos, onde encontrou uma menina de 10 anos em cárcere privado e que teria sido abusada sexualmente por Osman Santos”, explicou a delegada, lembrando que essa vítima também teria sido abusada pelo militar. A prisão de Osman foi registrada às 14h30, no bairro Siqueira Campos.

A delegada esclarece que não existe conexão entre Osman e o tenente Bezerra, a única coisa que os une, segundo Lara, é o fato de terem abusado a mesma criança. “Alias, Osman já foi preso e condenado em 2005 de acordo com a antiga legislação pelo crime de atentado violento ao pudor e atualmente estava em liberdade condicional”. Além dessa condenação, pesa contra Osman a suspeita de ter praticado 11 abusos sexuais contra crianças e adolescentes.

"Dessa vez ele será indiciado pelo crime de estupro de vulnerável e exploração de vulnerável e deve perder o benefício à liberdade condicional”, pontuou a delegada. Em relação ao policial Bezerra ele responderá pelo mesmo crime e será enviado para o Presídio Militar, onde vai aguardar uma decisão da Justiça.

Ao comentar a prisão de um colega de farda, o comandante do Getam disse que não ficou surpreso com o flagrante, mas “fiquei profundamente triste por ser um policial e indignado por ser um pai de família e observar um adulto abusar de uma criança indefesa”, desabafou. 

Para a diretora do DAGV, delegada Georlize Teles, casos como esses demonstram que a sociedade não tolera mais os crimes de pedofilia. “Somente na semana passada prendemos abusadores e exploradores sexuais, porém não divulgamos para não perturbar ainda mais o psicológico dessas vítimas”.

Com informações da SSP

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva