Ótica Perfil

Reviravolta: morte de funcionária de supermercado pode não ter sido por suicídio

Polícia | 27.05.2010 às 06:25h

Novas investigações podem dar um novo rumo à morte da jovem Lúcia Maria Alves Santiago, 25 anos, cujo corpo foi encontrado na tarde de quinta-feira, dia 15 de outubro de 2009, embaixo da ponte do Rio Vaza-Barris no lado pertencente ao município de Lagarto, um dia depois do seu desaparecimento.

De acordo com informações levantadas pela polícia e também por familiares na época, a jovem teria fretado um taxi em Itabaiana e descera próximo a uma fazenda alegando pertencer a familiares. Logo em seguida a jovem desapareceu.

Na autópsia realizada no Instituto Médico Legal Dr. Augusto Leite, em Aracaju, o legista achou estranho os pulsos estarem em perfeito estado, já que a mão involuntariamente defende o corpo. Entretanto, o assassinato não era cogitado naquele momento.
 
Uma das hipóteses levantadas é de que a morte de Lucinha pode está relacionada ao fato de ela ter flagrado uma mulher praticando furto no estabelecimento em que a vítima trabalhava. Devido ao flagrante, Lucinha teria passado a sofrer diversas ameaças, inclusive de morte. Nenhum desses fatos ainda não foram confirmados pela polícia, porém, as investigações ganharam um novo rumo.

O irmão da vítima, em contato direto com a Itnet, afirmou ter varias informações importantes sobre o caso, e já as levara para a polícia, informações essas que deverão ser investigadas a fundo e quem sabe chegar a um novo desfecho.

A luta agora da família é para que as investigações sejam feitas pela polícia de Itabaiana, uma vez que os fatos foram direcionados para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Delegacia da Delegacia Regional de Lagarto.

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva