Ótica Perfil

Caso da comerciante de Malhador morta em Itabaiana é elucidado pela polícia

Homicídio em Itabaiana | 24.03.2010 às 14:26h

Em depoimento Ronaldo Mota dos Santos, 26 anos, confessou a polícia ter sido realmente ele o executor da comerciante Jaqueline Souza Mecenas, 28 anos.
O homicida foi contratado por Maria Sônia de Melo, 32 anos, pela importância de R$ 700,00. Em seu depoimento, Ronaldo detalhou ainda que foi apresentado a Sônia por uma mulher de programa da cidade de Malhador. Ele revelou também que tentou desistir do combinado mas, Sônia não aceitou.
Em seu relato à polícia, ele confessou que disparou quatro vezes, sendo que o primeiro foi dado na cabeça da vítima, enquanto os demais foram em seu corpo, e que Maria Sônia precisou a execussão.
Em seguida, os dois sairam com o carro de Jaqueline quando Sônia foi deixada nas proximidades da Rua Percílio Andrade, enquanto ele seguiu com o veículo até o povoado Cajueiro onde o mesmo foi abandonado. Já Maria Sônia foi a um supermercado da cidade onde efetou compras.
Ronaldo também contou à polícia que não recebeu o valor acertado para matar a comerciante. 
A polícia também descobriu que Maria Sônia utilizou um número de celular novo para fazer os contatos com Ronaldo. 
O crime contra a comerciante Jaqueline Souza Mecenas se deu por conta de uma dívida de R$ 3.700, que Maria Sônia tinha com a mesma.
Apesar da elucidação da morte de Jaqueline Souza Mecena, a polícia ainda trabalha no caso, uma vez que, Maria Sônia também combinou com uma terceira pessoa para desaparecer com o carro. A arma utilizada para matar Jaqueline também ainda não foi encontrada. Já o veículo foi encontrado queimado na manhã desta quarta-feira, dia 24, no município de Carira.  

  
Clique nas fotos para amplia-las

   


 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva