Ótica Perfil

Suspeito pela prática de homicídio na Cidade de Pinhão é preso pela PM quando aguardava ser medicado no Hospital de Carira

Foragido da Justiça | 03.10.2019 às 18:52h

Foragido desde a noite do último domingo (29), Marcelo Alves Menezes Santos de 34 anos, foi preso por policiais da 2.ª Companhia do 3.º Batalhão de Polícia Militar (2.ª CIA/3.º BPM) no Centro de Carira (SE).

O homem é o principal suspeito pelo crime de homicídio que vitimou Willians da Silva de 32 anos. O crime aconteceu na cidade de Pinhão, região do Agreste sergipano, e a vítima foi alvejada a golpes de faca, tendo sido socorrida pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e encaminhada para o Hospital Regional Dr. Pedro Garcia Moreno Filho, em Itabaiana, onde evoluiu a óbito.

Segundo informações da polícia, o suspeito é portador de um transtorno mental, inclusive sua suposta insanidade é notoriamente conhecida pela população de Pinhão e a prisão ocorreu por volta das 14h30 de terça-feira (01) no Hospital Municipal de Carira, onde o mesmo aguardava ser medicado em decorrência de um ferimento que apresentava na cabeça.

O fato foi comunicado à polícia por um popular, que compareceu à sede da companhia para informar sua localização. Marcelo é natural de Jeremoabo (BA) e após receber voz de prisão, ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para adoção das medidas legais.

A morte de Willians da Silva interrompeu um período de pouco mais de 02 (dois) anos sem registros mortes violentas no município de Pinhão, situado a 95 km da Capital sergipana. A última ocorrência de assassinato havia sido registrada em março de 2017.

Da Redação: Gilson de Oliveira
Contatos: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (79) 9-9977-1266 (Colabore com o Site com sugestões, fotos e vídeos)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva