Ótica Perfil

Ex-presidiário é alvejado a tiros e morre após reagir a abordagem policial na Capital sergipana

Traficante e Homicida | 03.10.2019 às 05:44h

A ação aconteceu na tarde de quarta-feira (02) na Avenida Beira Mar, localizada no bairro Farolândia, Zona Sul de Aracaju (SE), quando a equipe do Batalhão de Radiopatrulha realizava rondas e tentou abordar um veículo Volkswagen, modelo Gol, com placas de São Paulo.

No momento da abordagem, os policiais solicitaram que o motorista saísse do automóvel, porém, ele não obedeceu a ordem dada pelos militares. Toda a ação foi filmada de dentro de um veículo de aplicativo que se encontrava atrás do carro do suspeito.

O ocupante do automóvel foi identificado com Leonardo Reis da Silva de 31 anos, conhecido como "Léo Grandão. Após ignorar a determinação dos policiais, o indivíduo efetuou tiros em direção aos PMs, quando ocorreu o revide. Gravemente ferido, o suspeito foi levado para o Hospital de Urgências de Sergipe (HUSE), no entanto, ele evoluiu a óbito.

Dentro do veículo do ex-presidiário foi encontrada uma pistola calibre .40, com a numeração raspada e segundo informações fornecidas pela Secretaria da Segurança Pública de Sergipe (SSP/SE), o suspeito era considerado um dos maiores traficantes de drogas do município de São Cristóvão e também era investigado pelo crime de homicídio.

Logo após o ocorrido a Secretaria de Segurança Pública se pronunciou através de nota:

Policiais do Batalhão de Radiopatrulha abordaram um traficante identificado pela alcunha de "Leo Grandão, considerado um dos maiores traficantes do conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão.

O policial militar se aproximou e verbalizou com o suspeito para que ele descesse do veículo, porém o suspeito ignorou a ordem e efetuou tiros em direção aos policiais. Houve revide e, na troca de tiros, o suspeito foi ferido e conduzido ao Hospital de Urgência de Sergipe, mas morreu ao chegar ao hospital.

A arma de fogo usada pelo traficante foi apreendida dentro do veículo. Além de tráfico de drogas, o suspeito é investigado pelo crime de homicídio.

Da Redação: Gilson de Oliveira
Contatos: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (79) 9-9977-1266 (Colabore com o Site com sugestões, fotos e vídeos)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva