Ótica Perfil

Acusado de matar a mulher a golpes de machado em Moita Bonita é condenado em Júri Popular

Agreste Sergipano | 07.08.2019 às 07:42h

Submetido a júri popular, presidido pela juíza Patrícia Cunha Paz, da Comarca de Malhador, no Agreste do Estado de Sergipe, o acusado José Edivaldo dos Santos Santana de 29 anos foi condenado nesta terça-feira (06) a 23 anos, sete meses e 15 dias de reclusão.

Réu confesso José Edivaldo foi denunciado pelo Ministério Público pelo crime de feminicídio ocorrido na manhã de 09 de dezembro de 2017 no povoado Campo Grande, zona rural do município de Moita Bonita, no Agreste sergipano, tendo como vítima a dona de casa de Marja Etiane Carvalho Gonçalves de 30 anos, morta a golpes de machado. O acusado foi preso dois dias após o assassinato. (Foto: Arquivo/Gilson de Oliveira)

O corpo de jurados votou pela condenação do réu e a magistrada considerou como causa de agravamento da pena o fato do feminicídio ter sido cometido contra uma vítima gestante de 04 (quatro) meses e na frente do filho da vítima, que a época do crime tinha apenas 08 (oito) anos de idade.

A juíza classificou como atenuante o fato do réu ter confessado a autoria do crime, mesmo assim, a pena acabou aumentada em função da gestação da vítima e da presença do filho dela. Após anunciar a sentença, a juíza definiu que José Rivaldo vai cumprir a sentença inicialmente em regime fechado.

Da Redação: Gilson de Oliveira
Contatos: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (79) 9-9977-1266 (Colabore com o Site com sugestões, fotos e vídeos)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva