Ótica Perfil

Investigado na morte de filho recém-nascido comete suicídio em cela da Delegacia Regional de Itabaiana

No Agreste de Sergipe | 12.07.2019 às 12:25h

A Polícia Técnica Científica, através do Instituto de Criminalística, e a equipe do Instituo Médico Legal Dr. Augusto César Leite foram acionados na manhã desta sexta-feira (12) para periciar a cela onde o preso Douglas Raeli Santos Góes de 29 anos foi encontrado morto por volta de 9h na cela da Delegacia Regional de Itabaiana (SE).

Douglas foi preso no final da tarde de quinta-feira (11) na cidade de Aquidabã, região do Médio Sertão sergipano, suspeito de matar o filho de apenas quatro meses. Ele estava escondido na casa de familiares e no momento da chegada dos agentes civis, tentou escapar da prisão ao pular vários muros e acabou sofrendo ferimentos nas duas mãos. (Foto: Polícia Civil)

Atendendo um pedido de seu advogado, Douglas foi levado no período da noite para o Hospital Regional Dr. Pedro Garcia Moreno Filho, onde foram realizados os curativos e depois colocadas ataduras nas mãos.

Após retornar do hospital, ele foi posto sozinho em uma cela, por questão de segurança, uma vez que os outros presos estavam com os ânimos alterados com a presença do mesmo no local. Os policiais tomaram os devidos cuidados de não o deixar com roupas longas e nem cinto.

Entretanto, logo depois do café da manhã servido aos presos, ele foi localizado pendurado pelo pescoço com uma corda improvisada feita com as próprias ataduras. O caso será investigado pela Delegacia Regional de Itabaiana.

Douglas Raeli Santos Góis era investigado pela morte do filho Samuel Santos Góis, uma criança recém-nascida de apenas quatro meses de idade. O crime aconteceu na cidade de Areia Branca, região do Agreste Sergipano, na madrugada de terça-feira (09).

O menino morreu após ter sido arremessado contra uma parede. O suspeito ficou irritado quando o recém-nascido começou a chorar no momento em que tomava a mamadeira. A cena foi assistida por outra criança, um menino de 08, que era seu enteado. Após matar o próprio filho, Douglas colocou o corpo da criança em uma cama e depois pediu para o enteado fechar a porta e desapareceu do local.

O investigado mantinha uma relação extraconjugal com a dona de casa Anailza Santos há cerca de 01 ano e sete meses, e os dois havia ingerido bebida alcoólica no dia anterior ao crime, inclusive a mãe da criança ainda estava dormindo quando aconteceu o fato.

Douglas era morador do bairro Queimadas, na periferia da cidade de Itabaiana (SE), também na região do Agreste de Sergipe, onde possui outra mulher, enquanto a amante é natural de Coronel João Sá (BA).

Da Redação: Gilson de Oliveira
Contatos: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (79) 9-9977-1266 (Colabore com o Site com sugestões, fotos e vídeos)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Acompanhe a entrevista do delegado Hilton Duarte, onde ele esclarece os fatos envolvendo o preso


comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva