Ótica Perfil

As cerâmicas e seus equívocos

poluíção ambiental | 07.01.2010 às 22:28h

Sua nota sobre a poluição no Bairro Marianga e o depoimento do morador Gidenilson apresenta vários equívocos que podem ser constatados no local.

Primeiramente, as cerâmicas não estão localizadas em meio às casas. São as casas que foram sendo construídas ao longo do tempo em torno das antigas olarias, hoje cerâmicas. Quando as cerâmicas foram instaladas não havia moradores nas proximidades. Tudo era vegetação nativa.

A nota fala que "a situação piora nos fins de tarde e ao amanhecer porque os fornos são acesos". Isso é falso! Os fornos das cerâmicas são de queima contínua e só param de queimar uma ou duas vezes por ano a fim de controlar a produção nos períodos de pouca procura pelo material (bloco/lajota).

O caso já foi comunicado sim à promotoria que tomou providencias exigindo que todas as cerâmicas instalassem filtros nas chaminés. Além da exigência dos filtros, que, a saber, foi integralmente cumprida, a justiça penalizou vários donos de cerâmicas a pagamento mensal de multa e apresentação obrigatória no fórum de Itabaiana sob pena de prisão. Os proprietários também estão impedidos de ausentar-se da cidade sem autorização do juiz.

Agora vamos aos fatos reais que, convenhamos, o Sr. não averiguou antes de publicar esta nota. Todas as 3 cerâmicas têm filtros em suas chaminés e uma delas simplesmente não liga ou não opera devidamente o equipamento. Pior que isso, essa mesma cerâmica utiliza madeira inadequada para a queima. Esse dois fatores têm como consequência uma fumaça intensa, negra e carregada de partículas que fazem muito mal à saúde das pessoas que residem em frente à fábrica.

É fácil, muito fácil identificar a cerâmica que está causando todo esse "constrangimento" aos moradores da Marianga. Basta ir na região nos fins de tarde e/ou meio dia e constatar a chaminé que emite uma fumaça negra e densa.

Utilizando o filtro e queimando corretamente o eucalipto (basta treinar os queimadores) verifica-se que a poluição é minimizada.

Por favor, sinta-se convidado a visitar a Cerâmica Batula e constatar o funcionamento do filtro e a limpeza que é feita na fumaça antes dela sair pela chaminé. (Fone de contato: 3431-2530 Falar com Sr. Agamenon (dono), Harlen ou eu mesmo)
Temos filmes gravados em DVD que provam tudo que está escrito aqui.
Não é justo que uma empresa que zela pelo bom convívio com seu vizinhos pague pela atividade irregular de outros.

Atenciosamente,
Alan Almeida Santos
Cerâmica Batula.

Nota: A citada matéria não foi escrita por mim e sim, enviada  por um morador que identificou-se como sendo Gidenilson.

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva