Ótica Perfil

Marchante é morto na zona rural do município de Itabaiana

Homicídio ou Latrocínio | 14.06.2018 às 08:38h

Por volta das 3:30 da madrugada desta quinta-feira (14) a Polícia Militar foi comunicada da ocorrência de uma morte na zona rural do município de Itabaiana, no Agreste sergipano.

O caso foi registrado na estrada da Mariquinha no acesso ao povoado Terra Vermelha, há cerca de 100 metros da Rodovia Estadual Francisco Teles de Mendonça, tendo como vítima Francisco de Andrade de 49 anos, conhecido por Xexinha.

A vítima morava na Travessa Rita Vieira Santos, na sede do município de Itabaiana, e se dirigia para o povoado Pé do Veado, onde exercia a atividade de marchante de carne de carneiro.

Xexinha foi atingido por disparos de arma de fogo na região da cabeça e do tórax. Ele conduzia uma motocicleta Honda, modelo CG 150 Titan, no momento do crime, porém o veículo não foi localizado na cena do fato.

Após a chegada da equipe de perícia do Instituto de Criminalística e investigadores de local de crime da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Delegacia Regional de Itabaiana foi encontrada com a vítima uma pequena quantia de dinheiro e um relógio, além de um capacente ao lado do corpo.

O marchante nasceu no povoado Várzea do Gama, zona rural de Itabaiana e já havia morado por alguns anos no município de Rodelas, no Estado da Bahia. Ele também teve dois irmãos assassinados no município serrano.

A motocicleta Honda, modelo CG 150 Titan KS, ano 2008, de cor Azul, com placa IAF - 1526, licenciada em Itabaiana, pertencente à vítima, foi abandonada em um beco, proximo escola do bairro Queimadas, periferia da cidade serrana.

Da redação: Gilson de Oliveira
Contatos: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9977-1266 (Esse número não recebe ligações)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva