Ótica Perfil

Polícia faz maior apreensão de crack do ano em Sergipe

| 29.12.2007 às 20:28h

A Polícia Civil de Sergipe registrou no final da tarde da última sexta-feira, 28, a maior apreensão de crack da história de Sergipe. Pouco mais de um quilo de crack bruto e mais sete trouxinhas com pedras da droga foram apreendidos no Conjunto Jardim 1, em Nossa Senhora do Socorro, e estavam poder de Decilane Santos Andrade, 25, mais conhecida como Deci e foi adquirida por R$ 15 mil. Segundo a polícia, o lucro com a venda da droga seria de mais de R$ 35 mil. O crack, de acordo com depoimento de Decilane, foi comprado de um caminhoneiro baiano, na BR 101, e seria vendido em festas populares alusivas ao final de ano, inclusive no Reveillon da orla da Atalaia.   

Além de Decilane, os policiais ainda prenderam em flagrante Jocileide dos Santos Silva, 23, conhecida como Cida, também envolvida com a venda do crack na região metropolitana de Aracaju. Após quase seis meses de investigação, o delegado Robério Santiago, titular da delegacia de combate a entorpecentes, solicitou à Justiça mandados de busca e apreensão, concedidos pela juíza plantonista Carina Torres Gouveia. 

No momento em que cumpriram o mandado de busca e apreensão, os policias encontraram a droga e prenderam em flagrante a dupla de traficantes. Além do crack, a polícia ainda apreendeu meio quilo de maconha prensada, um revólver calibre 38 municiado, eletroeletrônicos oriundos de roubo, oito aparelhos celulares, relógios, comprimidos utilizados para aplicar o golpe “Boa Noite Cinderela”, e aparelhos de som automotivos, além de uma quantia em dinheiro com notas de pequeno valor, o que evidencia ainda mais a venda de drogas.
Ambas já têm passagens pela polícia por roubos praticados na região de Nossa Senhora do Socorro. Com Decilene, a polícia ainda apreendeu um documento de identidade com o nome falso. Ela vai responder pelos crimes de falsa identidade, porte ilegal de arma de fogo, receptação de equipamentos roubados e pelo tráfico de droga. Já Jocileide vai responder pelo tráfico da droga apreendida durante a operação da Polícia Civil. 

Estatísticas

Dados da Delegacia Especial de Combate a Tóxicos e Entorpecentes mostram que o crack está sendo mais consumido em Sergipe. O número de apreensões aumentou muito esse ano, sobretudo a partir do mês de agosto. No entanto, a maior apreensão havia acontecido em 16 de fevereiro deste ano, quando a polícia encontrou 76 pedras da droga no Centro da cidade. Em 16 de abril, a apreensão chegou a 600 gramas de crack. 

Em 2007, a Delegacia especializada registrou 51 ocorrências relacionadas ao tráfico de maconha, 13 com cocaína e mais 21 atreladas ao comércio ilegal de crack. O Centro de Aracaju, Itabaiana e a BR 235, em diferentes pontos, foram os locais onde a polícia mais registrou casos de apreensão e prisões de traficantes.  57% deles são jovens com idade entre 18 e 30 anos.

Fonte: SSP - Foto: ASCOM

Da redação:
comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva