Ótica Perfil

Polícia Civil prende outros dois envolvidos no crime da Viúva Negra

Cinco pessoas presas | 16.03.2018 às 04:25h

Policiais Civis lotados na Delegacia Regional de Itabaiana e na Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (COPCI), sob a coordenação dos Delegados Fábio Santana, Élder Sanches e Lauana Guedes, deflagraram a "Operação Finalizar" com o objetivo de prender os últimos envolvidos no homicídio que vitimou Jhonatan Bruno de Oliveira, crime que ficou conhecido nas redes sociais como "O Crime da Viúva Negra".

Do Crime

Jhonatan Bruno de Oliveira, conhecido pela alcunha de Vaqueirinho, foi morto na noite de segunda-feira, dia 15 de janeiro de 2018, dia em que estava completando 30 anos de idade.

O crime foi praticado dentro de sua residência no bairro Campo Grande, periferia da cidade serrana do agreste Central sergipano, e os tiros foram direcionados, em sua maioria, contra o rosto da vítima.

A equipe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) passou a traçar uma linha de investigação com a finalidade de identificar todos os envolvidos na morte de Jhonatan.

Com efeito, no dia 07 de fevereiro, os agentes deram cumprimento aos mandados de prisão em desfavor de Andrielly Silva de Jesus, conhecida como Ninha, e Jorge Fernando Silva Costa, conhecido como Nandinho, por suas comprovadas participações na execução do homicídio.

Por sua vez, Mércia Góis dos Santos, esposa de Jhonatan, foi presa no dia 09 de fevereiro, em cumprimento ao mandado de prisão, pois a investigação concluiu ser ela a mentora intelectual e a mandante do crime.

O Delegado Elder Sanches ressaltou que a investigação continuou, mesmo após as prisões da mandante e dos executores, para identificar todos os envolvidos, pois dentro do contexto, traçado pelos investigadores, mais pessoas estariam envolvidas, pois alguns fatos ligados a trama entre mandante e executores não se encaixavam em seus depoimentos.

Entretanto, nesta quinta-feira (15) mais dois envolvidos no crime foram detidos por força de mandado de prisão. Trata-se de Leandro de Jesus Santos e Matheus Santos Cruz, conhecido por Cachorrão.

Foto: Polícia Civil de Sergipe / Arte: Gilson de Oliveira

Os suspeitos eram as duas peças faltantes na morte de Jonathan Bruno, e com essas duas prisões a investigação se encerra, em um trabalho de equipe e inteligência que culminou na prisão de 5 pessoas.

Os réus encontram-se à disposição do Juízo de Direito da Comarca do município de Itabaiana, para compor o polo passivo de Ação Penal já em trâmite.

Da redação: Gilson de Oliveira com informações da DHPP da Delegacia Regional de Itabaiana
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Esse número não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva