Ótica Perfil

Polícia prende um dos suspeitos de matar sargento da PM de Sergipe e outro se entrega à Justiça

Latrocínio | 14.01.2018 às 07:18h

Após a Polícia Civil prender no município de Nossa Senhora do Socorro (SE) um dos indivíduos envolvido em crime de latrocínio contra um Polícial Militar na capital sergipana, no final da tarde de sábado (13) o segundo suspeito resolveu se entregar a um promotor de Justiça, no Fórum Gumersindo Bessa, em Aracaju (SE).

A dupla, identificada pelas alcunhas de Nandinho e Guel, é suspeita pelo cometimento do latrocínio que vitimou o 3.º sargento da Polícia Militar de Sergipe, Gilson Alves de Souza de 46 anos. O crime ocorreu por volta das 7 horas da manhã de quinta-feira (11) no Bairro Veneza, zona Oeste da capital sergipana.

Durante a ação criminosa, os indivíduos atiraram no policial, atingindo-o no pescoço e no peito, e mesmo tendo sido socorrido ele não resistiu. Já a dupla fugiu levando a pistola e o veículo da veículo. O carro foi encontrado abandonado momentos depois, próximo ao local da ocorrência.

Foto: Reprodução das Redes Sociais

O policial trabalhava na 1.ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), situada na cidade de São Cristóvão, região Metropolitana de Aracaju. Ele era casado e deixou três filhos.

Logo após o latrocínio o Departamento de Crimes contra o Patrimônio (Depatri), sob a coordenação da delegada Juliana Alcoforado e na tarde de sexta-feira (12) uma mulher já havia sido presa no município de Nossa Senhora do Socorro (SE). Na casa dela a polícia encontrou um revólver calibre 38mm com dez munições escondidos em um buraco, além de 09 (nove) aparelhos de telefones celulares.

A equipe de investigação agora trabalha no intuito de verificar se a arma encontrada com a suspeita teria sido a mesma utilizada no crime contra o sargento, como também sobre a origem dos aparelhos celulares.

Os detalhes das investigações serão fornecidos nesta segunda-feira (15) pela delegada do Depatri, Juliana Alcoforado, e pelo comandante do Comando do Policiamento Militar da Capital (CPMC), tenente-coronel Vivaldy Cabral.

Da redação: Gilson de Oliveira
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2020 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva