Ótica Perfil

Ex-namorado de professora assassinada em Campo do Brito é suspeito de ser o mandante do crime

Prisão Preventiva | 21.09.2017 às 20:42h

Em menos de 10 dias, equipes da Delegacia de Campo do Brito elucidaram o assassinato que vitimou a professora Ivânia Santana Souza Oliveira de 45 anos, ocorrido no último dia 12, no momento em que ela saía da escola onde exercia a função de coordenadora no Colégio Estadual Guilherme Campos, em Campo do Brito (SE). Duas pessoas foram presas, entre elas o namorado da vítima e ex-presidiário, identificado como Jackson Douglas Passos Carvalho de 43 anos.

Fotos: Polícia Civil de Sergipe

De acordo com a delegacia de Campo do Brito, Michelle Araújo, a investigação iniciou logo após o cometimento do crime, com o depoimento de testemunhas e familiares da vítima ainda na noite do crime, na Delegacia de Polícia Civil de Itabaiana.

Segundo a delegada, no local do crime populares relatavam que Jackson era o mandante do crime e dando continuidade as investigações foram ouvidos os familiares da vítima, que relataram também a não aprovação do relacionamento pelo fato dele ser ex-presidiário e possivelmente envolvido em outras empreitadas criminosas.

Em depoimento, eles também alegaram que constantemente a vítima aparecia com hematomas nos braços, possivelmente oriundas de violência doméstica, mas que a vítima era bastante discreta e não relatava nada por conta da não aprovação do relacionamento.

Durante as investigações, a polícia ainda conseguiu a confirmação da participação de outro indivíduo amigo do casal, identificado como Fábio Almeida Santana de 26 anos. Ele teria sido o primeiro a se aproximar da vítima após o crime, subtraindo o aparelho de telefone celular da professora, que foi localizado posteriormente em diligências efetuadas pela equipe de agentes civis.

Com a apreensão do aparelho, a polícia constatou que o mesmo havia sido formatado, com o intuito de deletar todas as informações. O aparelho já está sendo periciado pelas equipes do Instituto de Criminalística.

Ainda segundo a delegada, a motivação do crime estaria atrelada a não aceitação pelo término do relacionamento e por isso, ele planejou o assassinato.

Para a polícia, Jackson Douglas é suspeito de ser o mandante da morte da ex-companheira. Ele foi preso nesta quarta-feira (20), na cidade de Itabaiana, enquanto Fábio Almeida foi localizado na capital sergipana.

A dupla ficará presa temporariamente até a conclusão do inquérito. O caso ainda está sendo investigado, uma vez que há suspeita da existência de dois indivíduos responsáveis pela execução da professora.

Assim como Jackson Douglas, a professora Ivânia Santana era natural de Itabaiana e exercia atividades administrativas no estabelecimento de ensino. A vítima foi morta dentro do próprio veículo ao deixar a escola onde trabalhava.

Da redação: Gilson de Oliveira com informações da Ascom da SSP/SE
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva