Ótica Perfil

Polícia Civil prende estelionatário envolvido com golpe do bilhete premiado

Denúncia | 20.09.2017 às 21:13h

A Polícia Civil, por meio do Departamento de Defraudações e Crimes Cibernéticos, detalhou na manhã desta quarta-feira (20) a prisão em flagrante de um estelionatário, identificado como Auviderio Gerônimo, 35 anos, que participava de um grupo responsável por aplicar golpes em idosas na capital sergipana.

Foto: Ascom da SSP/SE

O grupo composto por três integrantes estava atuando há algum tempo e pelo menos foram registrados dez boletins de ocorrências de vítimas que perderam quantias em dinheiro, que variam de 10.000 a 30.000 reais. As vítimas caíram no conhecido golpe do bilhete premiado.

Após uma denúncia, os policiais organizaram uma ação controlada e conseguiram efetuar a prisão de um dos infratores, ocorrida por volta das 10h30 em uma agência bancária da zona sul de Aracaju. "Nós recebemos uma denúncia no início da semana de que esses indivíduos estavam aplicando um golpe contra uma senhora que já havia efetuado um pagamento de cerca de RS 12.000 aos infratores e agendado um saque de R$ 25.000 para entregar ao grupo. A partir dessa denúncia, nós iniciamos uma diligência e conseguimos efetuar a prisão do acusado", relata a delegada responsável pelo caso, Rosana Freitas.

Segundo a delegada, os criminosos abordavam as idosas e um deles pedia ajuda para resgatar um bilhete premiado se passando por uma pessoa analfabeta, logo em seguida outro comparsa chegava e toda uma trama era desenvolvida. Na ação também havia a participação de um terceiro que se identificava como médico ou veterinário utilizando o nome de Dr. Padilha e com isso a vítima era envolvida e acabava realizando saques. O trio costumava agir nas áreas do bairro 13 de Julho, Avenida Francisco Porto e Avenida Desembargador Maynard.

O paulista Auviderio já foi preso e processado no seu Estado de origem pela prática do mesmo crime. No momento da prisão foram apreendidos dois cartões de crédito e aproximadamente R$ 2.300 em espécie. Ele será apresentado ao Judiciário e ao Ministério Público em audiência de custódia, enquanto as diligências terão continuidade para identificar os outros dois autores do delito.

Foto: Ascom da SSP/SE

Da redação: com informações da Ascom da SSP/SE
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva