Ótica Perfil

Polícia Civil detém em Lagarto fugitivo acusado de roubo e estupro

polícia | 02.10.2009 às 09:18h

Policiais da Delegacia Regional de Lagarto capturou o fugitivo VALTENES FEITOSA DA CRUZ, vulgo “CARA DE CAVALO”, 38 anos. A detenção do acusado ocorreu no final da tarde de quinta-feira, dia 1º.
“CARA DE CAVALO” foi capturado instantes após tentar roubar uma loja no centro da cidade, aonde chegou a render a funcionária da loja utilizando um canivete e leva-la até outro compartimento do estabelecimento, porém a ação foi  frustrada em razão de algumas pessoas, desconfiando da ausência da vítima na loja, terem saído à sua procura e flagrado o autor.
Após constatar que sua ação tinha sido descoberta, Valtenes fugiu do local, sendo capturado depois de alguns minutos pelos Agentes de Polícia Luciano Almeida e Damião Rodrigues, que tomaram conhecimento do fato e passaram a realizar buscas pelas ruas da cidade.
VALTENES, que já respondeu a diversos processos nas Comarcas de Aracaju e Barra dos Coqueiros, onde foi acusado de estupro, atentado violento ao pudor, latrocínio e homicídio, fugiu da Penitenciária Estadual de Areia Branca há cerca de quatro meses, sendo que essa foi sua segunda fuga, já que ele também já havia fugido do COPEMCAN no final do ano 2002, mas foi recapturado menos de um mês depois.
ESTUPRO
De acordo com o Delegado Regional Hildemar Rios, VALTENES também foi reconhecido como o autor de um estupro ocorrido na semana passada em Lagarto, quando abusou sexualmente de duas moças no Bairro Loiola. “Logo após tomarmos conhecimento da ocorrência do estupro na noite da quinta-feira passada, efetuamos diligências nas imediações do local, porém VALTENES conseguiu escapar do cerco policial escondendo-se num matagal”, destacou o Delegado.
Ainda na noite do crime as vítimas fizeram o reconhecimento fotográfico do autor do estupro.
Durante o interrogatório realizado pelo Delegado Hildemar Rios na mesma noite da detenção, o acusado declarou não ter retornado à penitenciária depois que recebeu autorização de saída temporária da Vara de Execuções Criminais.
Quanto à imputação do crime de estupro, o acusado confessou que após ingerir bastante bebida alcoólica e fumar crack e maconha, mediante a utilização do mesmo canivete apreendido pela polícia ontem, constrangeu as vítimas a praticarem sexo oral nele.
O Delegado informou ainda que há indícios de que o acusado tenha praticado outros crimes em Lagarto nos últimos dias, mas as suspeitas serão devidamente investigadas, acrescentando que outras pessoas já foram intimadas para realizar o reconhecimento do acusado.
(Fotos: Delegacia Regional de Lagarto)Da redação:
Mais Notícias
Comentários
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2018 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva