Ótica Perfil

Polícia elucida latrocínio que vitimou policial civil de Sergipe na Grande Aracaju

Investigação | 11.06.2017 às 00:33h

Após o termino das investigações que resultou em um suspeito morto, dois presos e um detido, a Polícia Civil, através do Complexo de Operações Policiais Especiais (COPE), conseguiu elucidar o latrocínio que vitimou o policial Paulo Sérgio Souza de Jesus de 58 anos, ocorrido no domingo, dia 04, em sua residência, localizada na cidade da Barra dos Coqueiros, região litorânea da Grande Aracaju (SE).

Os detalhes das investigações serão divulgados em coletiva à imprensa nesta segunda-feira (12) pela delegada-geral da Polícia Civil, Katarina Feitosa, e pela delegada Mayra Moinhos, responsável por coordenar os trabalhos investigativos.

No início das investigações, na terça-feira (06), o indivíduo William Santos Gomes de 19 anos, conhecido pela alcunha de William Zika, morreu na zona rural de Pedrinhas (SE), onde estava escondido na casa de comparsas desde o dia do crime.

Já o meliante José Lucas Menezes Conceição de 19 anos, conhecido como Lucas Perverso, resolveu se apresentar a autoridade policial na Delegacia de Roubos e Furtos (Derof), em Aracaju (SE), na noite do mesmo dia e no final da tarde de quinta-feira (08) o suspeito Matheus França dos Santos de 19 anos, também resolveu se apresentar à polícia. Ele teria sido o responsável pela receptação de bens subtraídos da residência do policial.

A polícia também localizou em um sítio no município de São Cristóvão (SE), um adolescente de 17 anos, envolvido no latrocínio.

O policial Paulo Sérgio foi morto a golpes de faca e com requintes de crueldade, e ainda teve o corpo amarrado. Depois de cometer o delito, os criminosos fugiram com o carro e alguns pertences da vítima e os abandonaram no conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro (SE).

Paulo Sérgio era servidor público do Estado desde 1988 e estava exercendo a função de chefe de custódia na Terceira Delegacia Metropolitana.


Da redação: Gilson de Oliveira
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva