Ótica Perfil

Lagarto, na região Centro-Sul de Sergipe, completa dois meses sem homicídios dolosos

Dados da SSP/SE | 07.06.2017 às 22:23h

O município de Lagarto completou nesta quarta-feira (07), dois meses sem registro de homicídios dolosos consumados. Segundo dados do Centro de Estatísticas e Análises Criminais (Ceacrim) da Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram registrados treze homicídios entre janeiro e maio deste ano. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve uma redução de 31,6% no número de casos.

A marca é encarada pela Polícia Civil de Lagarto como reflexo do trabalho de repressão a grupos criminosos envolvidos com pistolagem, tráfico de drogas e armas na região. Nos últimos seis meses, foram cumpridos pela PC quinze mandados de prisão decorrentes apenas das investigações de homicídios. Além disso, a Delegacia Regional de Lagarto apresenta um percentual de quase 70% em elucidação de casos no último quadrimestre de 2016.

O delegado regional de Lagarto, Hilton Duarte, também atribui a redução dos índices à integração das forças de segurança atuantes no município - Polícia Civil, Policia Militar e Guarda Municipal. "A PC de Lagarto vem intensificando ações na repressão de crimes de homicídios, com resultados expressivos tanto no número de prisões quanto no de casos elucidados, mas temos que destacar também o empenho e as ações da Polícia Militar e da Guarda Municipal no trabalho preventivo e ostensivo", ressaltou.

Como referência ao trabalho específico de repressão a homicídios, o delegado Tarcísio Tenório, responsável pela área, destaca os resultados de três operações coordenadas pela PC de Lagarto que culminaram com a desarticulação de grupos criminosos no último quadrimestre de 2016.

Operações

Em agosto do ano passado, uma operação conjunta das Delegacias Regionais de Lagarto e Simão Dias resultou na prisão de três pessoas e na morte, em confronto, de Isaltino Santos Melo, o "Tino", tido como líder do grupo criminoso, ao qual eram atribuídos pelo menos sete homicídios. "Só no povoado Mariquita e adjacências, zona rural de Lagarto, foram registrados em 2016, sete casos de homicídios. Após a desarticulação desse grupo criminoso, não houve mais nenhuma ocorrência na região", comenta o delegado Tarcísio Tenório.

Em dezembro, outra operação foi deflagrada para captura de Anderson dos Santos Souza, o "Anderson dos Sem Terra", processado e investigado por vários homicídios, assaltos a ônibus estudantis e roubo de veículos. Homiziado em Salgado, Anderson foi localizado, resistiu à prisão e acabou vindo a óbito em confronto com os policiais.

Para os delegados, a intensificação do trabalho repressivo tem repercussão a curto e médio prazos na redução dos homicídios em Lagarto. "Os dados objetivos apresentados mostram que o trabalho vem sendo desenvolvido com eficiência. A redução do número de homicídios em Lagarto coincide com as várias prisões e operações realizadas para desarticulação de grupos criminosos", afirma.


Da redação: Ascom da SSP/SE
Contatos: e-mail: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
WhatsApp: (079) 9-9660-2561 (Não recebe chamadas)
*Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

 

comentários

WhatsApp: (79) 99977.1266
Email: gilsondeoliveira@gilsondeoliveira.com.br
Gilson de Oliveira - mais notícias
2007 - 2019 Gilson de Oliveira, mais notícia
Desenvolvido por Anderson Silva