PUBLICIDADE
  •  Inicial
  • Notícias
  • Esporte
  • Política
  • Mural de Fotos
  • Perfil
  • Contato
Notícias
09.08.2010 às 19:58h

Crime

Marido de mulher encontrada morta em Itabaiana se apresenta à polícia



 
(Foto: Polícia Civil de Itabaiana)

Marcelo de Jesus Cruz, 29 anos, se apresentou ao delegado Francisco Gerlândio, do Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa da Delegacia Regional de Itabaiana, na tarde desta segunda-feira, dia 09, acompanhado de um advogado. Ele é o principal suspeito da morte de Shaienne Lopes Alves, 25 anos, com quem era casado.

A mulher foi encontrada morta em cima de uma cama na manhã do último sábado, dia 07, dentro da residência de número 936 na Rua Marechal Deodoro da Fonseca.

O resultado da autópsia realizado no Instituto Médico Legal Dr. Agusto César Leite, em Aracaju, apontou que a vítima sofreu traumatismo crânioencefálico por instrumento contundente.

Ao ser interrogado pelo delegado, o suspeito contou que após uma discussão ele empurrou a esposa e ao cair na cama ela bateu com a cabeça e morreu. Fato que aconteceu, segundo o próprio Marcelo, na quarta-feira, dia 04. Ele também declarou que fugiu de casa ao perceber que a esposa estava morta.

Ainda durante o depoimento, Marcelo contou ao delegado Francisco Gerlândio que desde o acontecido ele ficou escondido em um matagal pelo dia e se refugiava em uma casa abandonada no período da noite.

Ao ser questionado sobre as declarações de sua irmã de que ele a procurou, juntamente com a esposa Shaienne, por volta das 18 horas de quinta-feira, dia 05, para solicitar que a mesma ficasse com o filho do casal para que eles pudessem ir a uma festa em Campo do Brito, ele negou o contato.

No depoimento, Marcelo também contou que ligou para o advogado no sábado, dia 07, uma vez que estava disposto a se apresentar à polícia.

Marcelo de Jesus Cruz foi colocado em uma cela da unidade policial, logo após ser ouvido pelo delegado Francisco Gerlândio, uma vez que já havia na delegacia um mandado de prisão preventiva contra ele expedido pela justiça do município de Itabaiana.

O caso continuará sendo investigado já que a polícia ainda busca novos indícios que possam incriminar o suspeito.




Comentários
gilsondeoliveira.com.br 2007-2014